Eduardo Terovydes Júnior é contador há 23 anos, registrado no CRC-SP sob nº 1SP274.396/O-0 e Perito Judicial registrado à APEJESP (Associação dos Peritos Judiciais do Estado de São Paulo) sob nº1.650.



Orçamento

Solicite um orçamento, sem qualquer compromisso. Garantia de total sigilo, discrição e profissionalismo.

Envie um e-mail para laudos@pericia-contabil.com com os seguintes dados:

1) Nome ou como deseja se identificar;

2) E-mail ou telefone de contato (informando preferência de contato: e-mail ou telefone e horários);

3) Descrição com o maior número de informações sobre sua necessidade.

Caso prefira, agende uma consulta pessoalmente através do telefone (11) 3567-2939. Ou se preferir entre em contato por WhatsApp no (11) 99477-6930.

Acha que comprou um e está pagando por três?

Peça seu Orçamento em 3 Passos!

PLAUDOS TÉCNICOS PARA APURAÇÃO DE JUROS ABUSIVOS E COBRANÇAS INDEVIDAS
"É o perito quem traduz a questão técnica num laudo, versando-a numa linguagem que faça juiz e advogados das partes do processo entenderem exatamente o que está acontecendo." 

Você acha que está pagando juros muito altos?

No financiamento do seu veículo, imóvel, empréstimo consignado, capital de giro, cheque especial, cartão-de-crédito. Saiba que na maioria dos casos que analisamos, identificarmos a prática ilegal de:

  • JUROS ABUSIVOS
  • CUMULATIVO DE ENCARGOS MORATÓRIOS
  • TARIFAS INDEVIDAMENTE COBRADAS
  • CORREÇÃO MONETÁRIA EM DESACORDO COM A LEGISLAÇÃO 

Resultando numa redução de até 40% na prestação do seu financiamento!

Saiba que a Lei está a seu lado! (Súmulas 121- STF, 472-STJ, Resolução 1.129 BACEN, D.L. 22.626/33 - Lei da Usura, e outras)

Exemplos Práticos de Alguns Tipos de Perícia Contábil:

  • Apuração de Haveres;
  • Lucros Cessantes;
  • Impugnação de Notificação Fiscal;
  • Reavaliação de Bens;
  • Avaliação de Patrimônio Líquido;
  • Fundo de Comércio;
  • Atualização Monetária e Juros.


REVISÃO DE CONTRATO: VALE A PENA!

Se você, consumidor, tem um contrato de empréstimo ou de financiamento bancário, ou já quitou seu empréstimo/financiamento e quer conferir se o valor estava correto, não hesite em procurar um profissional especializado em recálculo de prestações. VALORIZE SEU DINHEIRO. O relatório jurídico-contábil do recálculo é o instrumento que irá orientar o Juiz na tomada de decisão. Lembre-se: a lei garante ao cidadão o direito inarredável de ser esclarecido quanto a seus direitos e deveres jurídicos. DEVOLUÇÃO EM DOBRO DOS VALORES COBRADOS INDEVIDAMENTE. O máximo que pode acontecer é o profissional constatar, em seu relatório contábil, que a instituição financeira está praticando exatamente o que foi combinado, agindo licitamente, denotando a boa-fé do banco. Mas pode acontecer, também, e essa é a maioria dos casos, de se constatar que a financeira está praticando juros abusivos, cobrança cumulativa de encargos moratórios e tarifas indevidamente cobradas e, até mesmo, venda casada, o que autoriza ajuizamento imediato da ação revisional cabível — e até a condenação do banco à indenização por danos morais. O objetivo é não deixar o consumidor perder dinheiro com operações aparentemente simples que acabam causando enriquecimento ilícito das instituições financeiras, condenando-as a devolver em dobro os valores pagos indevidamente. Nos termos do Código de Defesa do Consumidor:

"Art. 42. Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça. Parágrafo único. O consumidor cobrado em quantia indevida tem direito à repetição do indébito, por valor igual ao dobro do que pagou em excesso, acrescido de correção monetária e juros legais, salvo hipótese de engano justificável."