Serviços de elaboração de laudos e cálculos para:


  • Laudos para Revisão de Financiamentos Imobiliários;
  • Atualização de valores de dívidas judiciais ou extrajudiciais;
  • Cálculos em fase de cumprimento de sentença;
  • Impugnação aos cálculos do perito judicial ou contador judicial;
  • Pareceres técnicos contábeis extrajudiciais;
  • Contencioso;
  • Perícia contábil em geral sobre matéria patrimonial;
  • Condomínios, Empresas, Associações, Entidades, Dissolução Societária, etc;
  • Consultoria e orientação Financeira/Contábil.

Contato

Telefone(s):

Comercial: (11) 3567-2939

Celular/WhatsApp: (11) 99477-6930

E-mail:

laudos@pericia-contabil.com


Online contact and registration forms from Wufoo.

 

O Perito

Perito JudicialEduardo Terovydes Júnior é contador pós-graduado há mais de 20 anos, inscrito no CRC n°1SP274.396/O-0. É perito judicial com ampla experiência e habilitado nas principais Varas Cíveis da Capital e do Litoral Sul de São Paulo e Administrador em Penhora de Faturamento. Tem seus prontuários à disposição do público conforme Resolução 797/2003 do CSM. É Associado n°1.650 da APEJESP (Associação dos Peritos Judiciais do Estado de São Paulo, inscrito nº868 do Cadastro Nacional de Peritos Contábeis (CNPC do CFC) e possui CRA-SP nº141.605.

Saiba mais >

Você pode reduzir até 40% do valor das parcelas de seu financiamento:

Elaboro Laudo Pericial Contábil em cumprimento ao art. 330, §2º do NovoCPC. Este Laudo Pericial Contábil serve tanto na esfera administrativa (negociação amigável), quanto na esfera judicial (obrigatória a apresentação do Laudo no início da ação, como instrução à ação, separando a parte controversa da incontroversa (à vista ou se ainda o cliente não quitou o contrato serão recalculadas as prestações remanescentes com o afastamento das verbas indevidas, de forma tal buscar através da tutela antecipada, consignar depósitos judiciais das parcelas já reduzidas, não deixando o cliente em mora, evitando a execução do contrato com pedido de busca e apreensão, evitando ainda a negativação do nome junto aos orgãos de crédito e buscando no final sua quitação via judicial). Serão eventualmente identificados neste Laudo: juros abusivos (em relação à taxa média para o banco e período de contratação junto ao BACEN), comissão de permanência em desacordo com a resolução 1.129 do BACEN, cumulatividade indevida quanto à Súmula 472-STJ, prática de anatocismo conforme Súmula 121-STF, tarifas indevidamente cobradas entre outras inconsistências contábeis.

Saiba mais >

Portfólio